Desafio de uma Escolha

Home » Uncategorized » Dicas Cinematográficas

Dicas Cinematográficas

Se você se interessa por Gastronomia, profissão aquecida no nosso mercado, vale a pena ver ou rever o filme A Festa de Babette ( Babette  Gaestebud) dirigido por Gabriel Axel, ganhador do Oscar de melhor filme estrangeiro ( Dinamarca) em 1988.

Este filme aborda, entre outras questões, o prazer vivido pela personagem em preparar um banquete para os moradores de um pequeno vilarejo de pescadores da costa dinamarquesa, decidindo assim investir todo o dinheiro ganho na loteria em Paris em proporcionar prazer, através da sua arte, aos seus convidados.

Como uma artista que conhecia os segredos de produzir alegria, Babette utiliza sua arte de preparo da comida, para também agradecer à comunidade  a acolhida recebida quando lá chegou refugiada de Paris.

Na noite do jantar chega um convidado, o General que visita sua tia  residente na aldeia, que ao se deliciar com iguarias tão especiais comenta:  “Havia em Paris uma Chef de Cozinha que era uma mulher capaz de transformar um jantar numa espécie de caso de amor, numa relação de paixão dando o melhor de si mesma” .

 A fisionomia de satisfação expressa pelos convidados confirma a idéia de que quando fazemos um trabalho gostando de fazê-lo, somos capazes de transmitir e despertar prazer.

Um outro filme que aborda o tema da Gastronomia é Julie & Julia (Julia Child ), americano dirigido por Nora Ephron, de 2009.  Enfoca o desejo de duas mulheres que se ocupam de uma atividade que dê sentido as suas vidas.

Baseado em fatos verídicos, o filme narra a história de duas mulheres, que vivem em épocas diferentes, e que tem em comum o interesse em aprender os segredos da arte culinária e ter uma ocupação que lhes traga satisfação.

Júlia é uma americana que vai morar em Paris em1948 acompanhando o marido diplomata. Admira a culinária francesa e se dispõe a vencer todas as barreiras e preconceitos para aprender o ofício que lhe desperta tanta atração e para escrever um livro sobre o assunto.

Recém chegada em Paris e conversando com seu marido num restaurante:

– Julia comenta: – Eu não deveria encontrar algo para fazer?

– o marido indaga: – o que você realmente gosta de fazer?

– Julia sorridente responde: comer!

– o marido apoiando: – você é tão boa nisso!

Fica famosa como apresentadora de um programa de TV quando retorna para América.

Julie Powel, também americana, 50 anos depois e próxima a completar 30 anos está insatisfeita com a vida que leva e com o trabalho que realiza. Ao ler o livro escrito por Julia estabelece um projeto para si e desabafa com o seu marido: “eu estava me afogando, e ela me retirou do mar.”

Em busca de um sentido para sua existência, e refletindo sobre as suas potencialidades declara para o marido, “eu posso criar um blog, eu penso muito” e decide experimentar as 524 receitas, em 365 dias, do livro escrito por Julia para compartilhar seu talento através de um blog na Internet.

Ambas conseguem mostrar através de suas trajetórias o quanto decidir o que ser e o que fazer exige persistência para vencer obstáculos e crença na sua capacidade de realização.


2 Comments

  1. Luísa Pflueger says:

    adorei o blog, tia ! vou acompanhar e divulgar para meus amigos ! muito legal as dicas de filme, se quiser eu posso te mandar filmes de outras profissões, haha! beijos

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: